Ir direto ao conteúdo
Bernoulli - Colégio
Aprender e descobrir

A importância do cuidado com a saúde mental dentro e fora da escola

Neste artigo você vai entender sobre a importância de criar estratégias para discutir saúde mental de educadores e estudantes na sua escola.

Por: Bernoulli | Em: 11/06/2024

 

Saúde mental é uma expressão amplamente discutida no mundo moderno. Mas você sabe o que realmente isso significa?

A Organização Mundial da Saúde (OMS) define que saúde mental é um estado de bem-estar. Nele, o indivíduo consegue utilizar suas próprias habilidades, lidar com o estresse cotidiano, ser produtivo e contribuir para sua comunidade.

Em um mundo acelerado, desafiador e conectado, é fácil esquecer esse conceito e sua aplicação prática. Mas sabemos da sua importância o quanto ela requer a nossa atenção.

Neste artigo, vamos discutir sobre a importância da saúde mental como um alerta para dentro das escolas.

Saúde mental: uma atenção diária

Falar sobre saúde mental é refletir sobre todos os aspectos de nossas vidas. De relacionamentos pessoais até o nosso desempenho no trabalho. Quanto mais equilibrada, passamos a lidar melhor com o estresse. Também passamos a tomar decisões conscientes e desfrutar de uma vida plena e significativa.

Como educadores, discutir abertamente sobre o tema é fundamental para o sucesso da dinâmica escolar porque a educação segue com a importante responsabilidade na preparação e formação de futuras gerações. Ao vermos as pessoas como sujeitos integrais, podemos promover uma cultura amorosa de cuidado e apoio emocional que beneficie a todos.

 

Primeiro passo: saúde mental dos nossos docentes

Quando pensamos em educação, em primeiro lugar devemos nos atentar à saúde mental dos educadores. É preciso que as escolas criem estratégias.

Sabemos que profissionais com uma boa saúde mental têm uma capacidade maior em lidar com o estresse e as demandas do dia-a-dia. Isso contribui para o bem-estar individual e também daqueles que se conectam com ele.

Outro ponto importante sobre o estímulo à saúde mental dos educadores é que construímos modelos positivos para os estudantes. Afinal, professores atuam como referência em sala de aula.

Isso traz um equilíbrio que facilita as relações saudáveis com toda a comunidade escolar, criando um ambiente muito mais harmonioso e respeitoso, reforçando as relações interpessoais. Além de ser um caminho para uma educação mais compassiva, empática e adaptada aos desafios emocionais das salas de aula.

 

Um desafio: a saúde mental dos estudantes

O segundo ponto de reflexão sobre saúde mental nas escolas é sobre a atenção que devemos dar aos estudantes. Além de prepará-los para os desafios do futuro, sabemos que existe uma responsabilidade da escola em oferecer o desenvolvimento socioemocional.

Essas habilidades contribuem de maneira direta para a saúde mental. Isso acontece por meio do gerenciamento saudável das emoções. Destacamos a empatia, autorregulação emocional e resolução de conflitos, como pontos importantes que contribuem para uma saúde mental plena.

Desenvolver também essas habilidades reforça uma importante pauta nas escolas. Elas estão conectadas à prevenção do bullying, cyberbullying e outros problemas comportamentais associados ao ambiente escolar.

Afinal, quanto mais saudável o ambiente escolar e emocionalmente saudável estão os estudantes, maiores as chances do seu envolvimento nas atividades escolares e em alcançarem o sucesso.

Como tem sido essa prática na sua escola? Você atrai a atenção dos profissionais de educação da sua escola para esse tema? E os seus estudantes estão engajados e dedicados?

Acreditamos que essa é uma importante necessidade da educação de hoje, para construir uma educação do futuro melhor.  Conte conosco nessa jornada!

Educação Professor Saúde mental

Conteúdos relacionados